Tamanho do texto A- A+


/ dicas

Chá verde e infusão de frutas vermelhas embelezam a pele

Segunda bebida mais consumida no mundo depois da água, o chá surgiu na China antiga para fins medicinais

Segunda bebida mais consumida no mundo depois da água, o chá surgiu na China antiga para fins medicinais. Foi no século 18, depois de cair no gosto dos europeus —principalmente dos ingleses, que criaram até a tradição de tomar chá sempre às cinco horas da tarde—, que a bebida ganhou o mundo na forma como o conhecemos atualmente.

 

O chá, propriamente dito, vem da planta Camellia sinensis —suas folhas dão origem aos tipos branco, verde, preto e Oolong. Quando feita com outras ervas, folhas, flores e frutas, a bebida denomina-se infusão. Não se preocupe, porém, em fazer essa distinção. Até para os mais ortodoxos a palavra chá vale para tudo.

 

“Tomar chá é um hábito muito saudável', afirma a médica nutróloga Marcella Garcez, da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN). “O primeiro benefício é a hidratação. A hidratação da pele, que é algo extremamente importante, se faz via interna, com os líquidos que a gente toma. Os hidratantes só seguram a água na pele. E quem consome chá ingere uma quantia mais adequada de água diariamente.'

 

Ponto para quem tem mais de 50 e sabe que hidratar-se bem é essencial!

 

Segundo a especialista, alguns chás têm como princípio ativo os polifenóis, cujo grande benefício para a saúde é o seu efeito antioxidante. Isso significa que eles têm a capacidade de diminuir a produção de radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento. “O chá verde é que mais reúne comprovações científicas nesse sentido. Os seus principais polifenóis são as catequinas', explica.

 

Esse tipo também tem efeito fotoprotetor para a pele. “Se, durante a manhã, você ingerir cerca de 500 ml da bebida, você pode se beneficiar desse fator. Isso também é comprovado', orienta.

Mais um ponto para você incluir o chá na sua vida!

 

As infusões também apresentam características semelhantes. Aquelas com frutas vermelhas e folhas escuras, como framboesa e hibisco, por exemplo, têm um polifenol chamado proantocianidina, também antioxidante e com leve fator fotoprotetor. “Elas melhoram a elasticidade da pele e a vascularização no corpo todo', pontua. As amareladas e alaranjadas, por sua vez, trazem os essenciais carotenóides, presentes nas células vegetais, que também conferem à bebida boas atividades antioxidante e fotoprotetora.

 

Anotou? Valem infusões de frutas variadas, sobretudo aquelas frutinhas vermelhas...

 

Paixão brasileira, o chá mate, derivado da erva-mate, além de refrescante tem propriedades antioxidantes. É também utilizado no chimarrão, bebida típica gaúcha.

 

Para se beneficiar de tudo isso, porém, é importante não acrescentar açúcar ao líquido. “O açúcar faz mal para a pele. O seu consumo excessivo causa picos de insulina no organismo, o que faz aumentar o perfil inflamatório, propiciando o envelhecimento precoce da pele e do sistema vascular', alerta a nutróloga. “Pode substituí-lo por adoçante, mas o jeito correto de tomar chá é sem nada. Acostume-se com o sabor puro.'

 

O ideal é preparar a infusão com água a 75ºC, antes de borbulhar. “Se você coloca água a 100ºC em cima das folhas algumas vão queimar e o chá vai ficar amargo', explica.

 

Quanto tempo de infusão? Quando a água começar a corar, isso geralmente ocorre a partir dos 3 minutos, retire as folhinhas ou o saquinho. O consumo deve ser feito imediatamente ou, no máximo, até meia hora após a infusão —com o tempo, as propriedades vão se perdendo.

 

Vale lembrar que a bebida por si só não opera milagres. “O consumo de chá deve ser associado a uma dieta equilibrada, variada e natural', explica a nutróloga. A recomendação é montar pratos coloridos, com proteína, carboidratos integrais, verduras e frutas. E, claro, evitar alimentos industrializados e processados, com muito sódio e muito açúcar.

 

“Chá faz bem em qualquer horário: de manhã, durante ou depois das refeições, no meio da tarde e à noite. Porém, evite aqueles com muita cafeína, como o verde, quando a hora de dormir estiver chegando, principalmente se você tem sono sensível', orienta. Quem tem deficiência de ferro não pode beber chá durante as refeições, pois a maioria deles impede o organismo de absorver o ferro que está sendo ingerido naquele momento. Do contrário, quem tem excesso de ferro, pode fazer bom uso do chá enquanto se alimenta, já que a bebida ajuda a eliminar o ferro que entraria na circulação.



AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2013 - Todos os direitos reservados