Quarta, 11 de outubro de 2017, 14h18
Tamanho do texto A- A+


Esportes / LUTA

Executivo do UFC prevê processo no caso de doping de Jones

O executivo do Ultimate ressaltou que a investigação para descobrir as circunstâncias da ingestão de substância proibida ainda está em curso

Evelyn Rodrigues

Clique para ampliar

Ainda sem a data do julgamento definida, o ‘caso Jon Jones’ continua repercutindo. Vice-presidente do UFC, Jeff Novitzky afirmou que o processo de avaliação das provas e a investigação das circunstâncias do doping do ex-campeão da categoria meio-pesado (93 kg) será lento e pode durar meses até que a punição seja definida. A contraprova do lutador foi confirmada no último dia 13 de setembro.

 

Novitzky deu entrevista para o podcast apresentado pelo comentarista do Ultimate Bruce Buffer, o ‘It’s Time’, na última semana. De acordo com um comunicado oficial do vice-presidente do UFC, divulgado nessa terça pelo site ‘MMA Fighting’, algumas respostas dadas no programa foram retiradas de contexto e repercutidas de maneira errada. O executivo do Ultimate ressaltou que a investigação para descobrir as circunstâncias da ingestão de substância proibida ainda está em curso.

 

“As manchetes e artigos publicados pegaram trechos de uma entrevista que eu dei na semana passada, onde me perguntaram sobre o status do ‘caso Jon Jones’. Eu indiquei que o camp de Jon, o UFC e a USADA estão trabalhando duro e estão unidos para determinar a fonte da substância proibida nos exames do atleta. Isso ainda está acontecendo”, afirmou o vice-presidente do UFC.

 

“Esse é um processo lento, que pode levar alguns meses para ser concluído. Mas as punições possíveis baseiam-se em casos concluídos anteriormente. No mínimo, será aplicada uma ‘sanção sem culpa’, se a ingestão inevitável da substância for comprovada”, completou.

 

A amostra do lutador examinada na semana do UFC 214 – evento que aconteceu no último dia 29 de julho, em Anaheim (EUA) – deu positivo para a substância Turinabol, um esteroide usado para melhorar o desempenho no esporte. Em setembro a contraprova foi analisada e confirmou a presença do anabolizante durante a luta contra Daniel Cormier.

 

Com o doping, o resultado do confronto deixou de ser um nocaute de Jones para se tornar ‘no contest’ (sem resultado, em inglês) e o cinturão da categoria retornou para a posse de ‘DC’. O ex-campeão aguarda o seu julgamento pela Comissão Atlética da Califórnia.



AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2013 - Todos os direitos reservados