Quinta, 27 de dezembro de 2018, 16h12
Tamanho do texto A- A+


Esportes / por empréstimo

Maurício Galiotte diz ser possível ter Ricardo Goulart

- É muito difícil repatriar (pagar a sua saída do Guangzhou). Comprar um atleta que está na China, para o futebol brasileiro é quase impossível. Talvez por empréstimo a gente consiga fazer - disse o dirigente

O presidente Maurício Galiotte falou pela primeira vez abertamente sobre a possibilidade de contar com Ricardo Goulart em 2019. Como o LANCE! publicou, a negociação do Palmeiras com o meia-atacante está bastante adiantada, mas resta ser definida a renovação com o Guangzhou Evergrande (CHN) para que o jogador consiga ser emprestado.

- É muito difícil repatriar (pagar a sua saída do Guangzhou). Comprar um atleta que está na China, para o futebol brasileiro é quase impossível. Talvez por empréstimo a gente consiga fazer - disse o dirigente, em entrevista ao Fox Sports, veiculada no dia 25 de dezembro.

- (Ricardo Goulart) É um nome muito interessante, todos queriam contar, nós, também, mas não comentamos situações que ainda não existem. Se nós pudermos, por que não? É um grande jogador - acrescentou.

Goulart é o principal alvo do Verdão nesta janela - o clube já anunciou o volante Matheus Fernandes, o meia Zé Rafael, os pontas Carlos Eduardo e Felipe Pires, além do centroavante Arthur Cabral. Publicamente, as declarações são em geral cautelosas, mas nos bastidores há uma confiança grande de que o negócio será sacramentado desta vez.

A relação dele com o Palmeiras se estreitou quando o jogador tratou sua lesão no joelho na Academia de Futebol entre novembro e dezembro. Por conta do problema, ele deve perder os primeiros meses de 2019, último ano de seu contrato com o Guangzhou - o vínculo acaba em janeiro de 2020. A tendência é de que ele renove com os chineses antes de ser cedido ao Verdão.

Goulart está em férias no Brasil, e sua esposa, Diane, fez algumas brincadeiras nas redes sociais. Primeiro, mostrou o pedaço de um recado recebido num hotel em Ilha Bela (SP), pedindo para o jogador "assinar logo com o Palmeiras". Depois, postou uma foto de Ricardo molhando uma palmeira no jardim.

O meia-atacante está no Guangzhou Evergrande desde 2015 e trabalhou no clube até 2017 com Luiz Felipe Scolari, atual técnico do Verdão. Os dois empilharam títulos juntos no clube e tiveram sucesso na Ásia.

De acordo com levantamento feito pelo Footstats, Ricardo Goulart participou diretamente de praticamente um gol por jogo na China: 154 jogos, com 104 gols e 47 assistências. Ou seja, 151 gols tiveram atuação decisiva do jogador.



AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2018 - Todos os direitos reservados