Segunda, 23 de novembro de 2015, 16h40
Tamanho do texto A- A+


Geral / dívida de R$ 2,3 milhões

Empresa acusa prefeitura de VG de "calote"; secretário de Finanças nega

Diante da ausência de pagamento, a empresa decidiu pela suspensão dos serviços a partir desta segunda-feira

A Prefeitura Municipal de Várzea Grande, sob o comando de Lucimar Campos (DEM) é acusada de dar "calote" na empresa Penta Serviços Ltda., contratada para prestar serviços de transporte de alunos e água em caminhão pipa.

 

Ao Mato Grosso Noticias, o administrador da empresa, Antonio Roni de Liz, afirmou que o município deve cerca de R$ 2,3 milhões, desde fevereiro deste ano.

 

Ele disse que a prefeitura já foi notificada mais de 20 vezes e até em cartório.

 

Diante da ausência de pagamento, ele decidiu pela suspensão dos serviços a partir desta segunda-feira (23).

 

O administrador destacou ainda que na última quinta-feira (19) entrou em contato com o órgão e a resposta foi de que os serviços prestados não eram prioridades na lista de pagamento.

 

Outro lado

 

O secretário de Gestão Fazendária, César Miranda, afirmou a reportagem é a empresa mente quando fala da dívida.

 

Segundo ele, já foram pagos R$ 2,7 milhões referentes a gestão anterior e atual.

 

E que no momento não tem nenhuma dívida com a empresa já que o pagamento será creditado hoje (23) devido ao feriado do último dia 20.



AVALIE:
0
0
2 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Samuel ferreira   24.11.15 11h00
E minha gente vamos acordar, várzea grande esta parado no tempo, chega de dar oportunidades a esses políticos que estão no comando a muito tempo, nossa administração pu brica e uma vergonha .
vera  24.11.15 10h32
Várzea grande precisa de mudança tem que jogar essas malas velhas no lixo tem q inovar procurar um novo comando.
Mato Grosso Notícias © 2018 - Todos os direitos reservados