Quarta, 19 de abril de 2017, 14h30
Tamanho do texto A- A+


Geral / Várzea Grande

Obra de escola abandonada pode ser retomada

Em 2017 estão previstos investimentos da ordem de R$ 100 milhões na Educação de Várzea Grande em recursos federais, estaduais e municipais

Dentro da programação de investimentos para a Educação em 2017 e que prevê recursos de R$ 100 milhões para a construção de novas escolas e a retomada de diversas outras paralisadas na gestão passada, tanto de escolas quanto de Centros Municipais de Educação Infantil – CMEIs ou antigas creches, já tiveram seus processos licitatórios encerrados, como no caso da Escola do bairro Cabo Michel.

 

“Temos obras novas que serão fundamentais para se garantir vagas para a comunidade escolar como as 14 creches novas e duas antigas, mas ainda não concluídas que irão criar entre 4 e 5 mil novas vagas, mas reputo como importantes, aquelas que foram abandonadas em gestões passadas e que agora estamos retomando com responsabilidade com os recursos que são do povo e devem servir para atender ao povo”, disse a prefeita Lucimar Sacre de Campos, apontando que resgatar estes benefícios e seus recursos são essenciais para se demonstrar o compromisso da atual gestão com a cidade de Várzea Grande e com sua gente.

 

O secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Silvio Fidélis, assina nesta terça-feira, 18, a ordem de serviço para a retomada das obras da unidade escolar do bairro Cabo Michel, localizada entre as ruas Chile esquina com a Av. Santa Terezinha.

 

“Assim como a CMEI Isabel Coelho Pinto de Campos inaugurada em 2016 após anos paralisada, a escola do Cabo Michel irá se tornar uma realidade, pois a prefeita Lucimar Sacre de Campos tem compromisso com a cidade e com sua população”, disse Silvio Fidélis.

 

Ao todo a unidade escolar vai consumir recursos da ordem de R$ 1.021 milhão e terá seis salas de aula, além da parte administrativa.

 

Lançada em março de 2014, na gestão anterior, as obras que tem parte de recursos federais e parte municipais acabou tendo suas obras interrompidas em dezembro do mesmo ano.

 

“Em outubro de 2015, já na gestão da prefeita Lucimar Sacre de Campos nós demos uma nova ordem de obras para a retomada das mesmas, mas a empresa vencedora do certame licitatório a SME Construtora acabou desistindo, alegando falta de condições de executar a referida obra. Isto nos obrigou, dentro da lei e da ordem a realizar uma nova tomada de preço para a conclusão das obras que estão sendo relançadas”, disse o secretário Silvio Fidélis.

 

O titular da Educação de Várzea Grande disse acreditar que em um curto espaço de tempo, ou no prazo de seis meses, como estipulado em contrato, as obras estejam concluídas, pois faltava menos de 30% para se concluir a mesma em sua totalidade.

 

“A empresa que está retomando as obras irá realizar uma varredura no que já está construído para atestar a qualidade e promover a execução do saldo remanescente para finalizar em definitivo essas obras que são fundamentais para a Educação de Várzea Grande e para os moradores das redondezas do Cabo Michel”, assinalou.



AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2013 - Todos os direitos reservados