Terça, 30 de agosto de 2011, 07h44
Tamanho do texto A- A+


Judiciário / MUDANÇA

Juízes promovidos tomam posse nesta quarta-feira no TJ

Promovidos a desembargador, os juízes Dirceu dos Santos, Luiz Carlos da Costa, João Ferreira Filho e Pedro Sakamoto sessão empossados em cerimonia marcada para as 16h30, nesta quarta-feira (31), na sede do Tribunal de Justiça. Eles passam a integrar o Pleno após ter sido eleitos em votação realizada ontem (29). Dirceu e João Ferreira foram escolhidos pelo critério de merecimento, para ocupar as vagas deixadas pelos desembargadores Paulo Lessa e Juradir Florêncio, respectivamente.

Já Luiz Carlos e Pedro Sakamoto foram eleitos pelo critério de antiguidade, para ocupar as cadeiras deixadas pelos desembargadores Donato Ojeda e Antonio Bitar Filho. Luiz era o primeiro da lista de antiguidade e Sakamoto figura em quarto lugar, mas acabou sendo beneficiado com a desistência dos juízes Graciema Caravellas e Círio Miotto.

Graciema chegou a se inscrever, mas preferiu retirar seu nome da disputa juíza por entender que este não é momento adequado para promoção. A magistrada se mantém no cargo por meio de uma liminar concedida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), após ter tido aposentada compulsoriamente pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O mesmo aconteceu com o juiz Círio Miotto que apresentou sua desistência no último dia 26, após ter conhecimento de que havia um pedido de recusa contra seu nome. O magistrado é acusado de integrar um suposto esquema de venda de sentenças no Poder Judiciário. Desde junho de 2010, o magistrado está afastado do cargo por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) – órgão pelo qual ele vem sendo investigado.

Comemoração

O juiz Dirceu dos Santos comemorou a decisão agradecendo a Deus, por conseguir terminar sua carreira no Tribunal de Justiça. Ele destacou que trabalhará para ser o “mais justo possível”, sempre em prol da justiça. O magistrado vinha atuando no 7º Juizado Especial Cível e está há 21 anos na magistratura.

Muito emocionado, o juiz João Ferreira se lembrou de quando foi aprovado 1° lugar no concurso para magistratura e agora foi escolhido em 1° lugar para assumir uma cadeira no TJ. “Essa promoção é fruto do trabalho que desenvolvo há 23 anos, sempre com honestidade. Vou trabalhar para ser produtivo com qualidade, pois o cidadão espera da Justiça rapidez e eficácia”, afirmou.

O juiz Pedro Sakamoto afirmou que recebeu com naturalidade a sua promoção e reconheceu que a desistência do juiz Círio Miotto facilitou sua escolha.

Critérios objetivos

Pela primeira vez, a eleição por merecimento teve critérios objetos e isso acirrou a disputa entre os inscritos. Os três magistrados mais votados ficaram da disputa sendo eles: João Ferreira Dirceu dos Santos e Marilsen Addario, no entanto, havia apenas duas vagas.

Confira a nota final dos inscritos:

João - 86,22
Dirceu - 83,29
Marilsen - 82,95
Rondon - 75, 84
Cleuci - 74, 82
Helena - 74,16
Serly - 73,17
Adilson 73,16
Elinaldo - 70,97
Sebastião 69,11
Pedro - 66,24
César - 64,07
Flávia - 62,43


AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2018 - Todos os direitos reservados