Quinta, 13 de dezembro de 2018, 08h27
Tamanho do texto A- A+


Judiciário / eleições 2018

TRE-MT retotaliza votos de candidato ao cargo de senador

Procedimento não afeta os eleitos

O Tribunal Eleitoral de Mato Grosso realizou a retotalização dos votos obtidos por Sebastião Carlos Gomes de Carvalho, que concorreu ao cargo de senador nas eleições gerais deste ano. Com o procedimento, os 8.900 votos obtidos pelo candidato saíram do status de “anulados” para “validos” e o colocaram na 11ª posição.

Entenda:

A Coligação Redefinindo Mato Grosso apresentou a chapa majoritária para o cargo de senador nas eleições gerais deste ano, composta por Sebastião Gomes, George André Silva Ribeiro (1º suplente) e Mauro Kosis (2º suplente).

Os Requerimentos de Registro de Candidatura (RRCs) de Sebastião e do 2º suplente foram deferidos pela Justiça Eleitoral. Já o 1º suplente teve o RRC indeferido. Ele recorreu. Os três candidatos formam uma chapa majoritária que é una e indivisível e por conta disso, foram as urnas na condição de “indeferido com recurso”. Neste caso, eles recebem os votos, mas estes ficam “congelados”, recebendo o status de votos anulados.

Após as eleições, no dia 17 de outubro, o 1º suplente conseguiu o deferimento de seu registro de candidatura. Por conta disso, Sebastião requereu ao TRE que seus votos fossem retotalizados, para sair do status de votos “anulados” para votos “válidos”.

Todo o procedimento de retotalização foi acompanhado pelo presidente da Comissão Apuradora das Eleições Gerais de 2018, desembargador Pedro Sakamoto. “Embora o Sistema de Totalização tenha computado os votos dessa respectiva chapa no primeiro turno das eleições, por óbvio a sua disponibilização e consequente divulgação não possível naquele momento, em cumprimento aos exatos ditames legais. É o que popularmente se chama de “congelamento de votos”, isto é, somente quando de eventual e posterior deferimento dos registros de candidatos de toda a chapa é que a Justiça Eleitoral poderá efetivamente processar e divulgar os votos obtidos”, explicou.



AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2018 - Todos os direitos reservados