Quinta, 02 de junho de 2011, 11h19
Tamanho do texto A- A+


Política / ALTO PARAGUAI

Algemado, vereador acusado de corrupção presta depoimento

O presidente da Câmara Municipal de Alto Paraguai, Jason Alves de Souza chegou há pouco à Delegacia Fazendária, em Cuiabá, para junto com a polícia fazer o deslacre dos documentos que estão sendo investigados. Ele, quatro vereadores e o ex-prefeito Alcenor Alves foram presos na manhã de quarta-feira (1), supostamente envolvidos em crimes de concussão – exigir dinheiro ou vantagem em razão da função -, formação de quadrilha e eventual prática de peculato, no município. A prisão faz parte da operação “Alcaide”, que significa antigo governador de castelo ou província.


Alcenor Alves, que também está detido, está sendo interrogado neste momento em sua residência no bairro Duque de Caxias, na Capital, pela delegada Alana Cardoso . Ele cumpre prisão domiciliar devido o seu estado de saúde. “Ele está sendo vigiado por policiais na casa onde mora”, adiantou Alana.


A delegada adiantou apenas que as investigações ganham força a partir de agora com a chegada dos documentos que, supostamente, estão ligados a uma denúncia feita pelo prefeito da cidade Aldair José da Silva, de que os denunciados cobravam o pagamento de “mensalinho”, de R$ 500 para aprovarem os projetos enviados pelo Executivo municipal.


Convém lembrar que o ex-prefeito e irmão do atual presidente da Câmara já havia sido preso na Operação Asafe, desencadeada pela Polícia Federal, em 2010, sob acusação de intermediar venda de decisões judiciais.


Também estão presos os vereadores Gilberto de Souza Lima, Nilton de Campos Luz, Aluísio Carvalho Júnior, Valdeci de Almeida Chagas. A operação contou com o apio dos policiais civis da Delegacia Regional de Diamantino.


AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2018 - Todos os direitos reservados