Quinta, 01 de março de 2018, 09h29
Tamanho do texto A- A+


Política / táxi aéreo

Allan quer informações sobre contratação

O deputado pede detalhes sobre gastos com aditivos contratuais sucessivos na área de saúde

O deputado Allan Kardec (PT) apresentou requerimento à Secretaria de Estado de Saúde (SES) solicitando informações referentes à contratação da empresa Abelha Táxi Aéreo Ltda. Ele quer detalhes, principalmente, sobre a mais nova prorrogação do contrato que deverá custar R$ 11,6 milhões aos cofres públicos nesse momento de crise financeira.

O requerimento foi apresentado durante sessão plenária realizada nesta quarta-feira (28). Allan quer cópia dos pareceres jurídicos, justificativas e relatórios do fiscal de contrato que atestam os reiterados aditivos contratuais; informações sobre as medidas da Secretaria para evitar a prorrogação sucessiva da contratação; e dados sobre a fiscalização e controle das horas de voos realizados em decorrência do contrato.

O valor de R$ 11.635.200 foi divulgado pela imprensa estadual relatando mais um novo aditivo do contrato, o que não foi negado pelo governo. “A população sofre demais com a saúde pública, principalmente com a falta de repasses para hospitais filantrópicos e a abertura dos regionais. Acredito que pode ser importante o táxi aéreo, inclusive para serviço de emergência, mas o contrato foi aditivado seis vezes enquanto o Estado deveria realizar o devido processo licitatório para aumentar a transparência e diminuir custos através de concorrência nacional”, afirma Allan.

O deputado alega ainda que o Executivo reclama publicamente da crise financeira, inclusive para tentar congelar salários de servidores e aumentar a contribuição de aposentados, mas não justifica publicamente as prorrogações do contrato sem licitação. Diante do requerimento, o governo terá 30 dias para prestar as informações.



AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2018 - Todos os direitos reservados