Quarta, 06 de junho de 2018, 10h06
Tamanho do texto A- A+


Política / corporativismo

Deputados aprovam parecer que pede soltura de Mauro Savi

A sessão foi presidida pelo deputado Oscar Bezerra, que leu a resolução do Conselho de Ética

Os deputados estaduais aprovaram Projeto de Resolução que trata da soltura do deputado Mauro Savi (DEM). Foram 14 votos favoráveis à soltura do parlamentar, seguindo parecer da Comissão de Ética. Quatro deputados se abstiveram e cinco estavam ausentes na hora da votação. Eram necessários treze votos para a aprovação do parecer.

Mauro Savi foi preso no dia 9 de maio passado, na segunda fase da Operação Bererê, sob a suspeita de ter se beneficiado de um esquema de fraude no Departamento de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), durante o governo de Silval Barbosa, que teria desviado R$ 27,7 milhões.

Agora, o parecer pela soltura será encaminhado pela Mesa Diretora do Legislativo ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso. A sessão foi presidida pelo deputado Oscar Bezerra (PV), que leu a resolução do Conselho de Ética Parlamentar e conduziu o processo. A resolução invoca os artigos 53 da Constituição Federal e 29 da Constituição Estadual que versam sobre a inviolabilidade do mandato.

Se abstiveram de votar os deputados José Domingos Fraga (PSD), Baiano Filho (PSDB), Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD) e o presidente da ALMT, deputado Eduardo Botelho (DEM). Estavam ausentes os deputados Dilmar Dal Bosco (DEM), Wilson Santos (PSDB), Zeca Viana (PDT), Valdir Barranco (PT) e Sebastião Rezende (PSC).

A lista dos favoráveis à soltura inclui 14 deputados estaduais. São eles Gilmar Fabris (PSD), Guilherme Maluf (PSDB), Leonardo Albuquerque (PSD), Janaina Riva (MDB), Marcrean Santos (PRTB), Max Russi (PSB), Oscar Bezerra (PSB), Pedro Satélite (PSD), Allan Kardec (PDT), Romoaldo Júnior (MDB), Saturnino Masson (PSDB), Silvano Amaral (MDB), Wagner Ramos (PSD) e Wancley Carvalho (PV).

 



AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2018 - Todos os direitos reservados