Terça, 31 de maio de 2011, 15h24
Tamanho do texto A- A+


Política / RETORNO

Painel sobre impeachment de Collor volta ao Senado após polêmica

A assessoria de imprensa da Presidência do Senado divulgou nota à imprensa informando que o presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), determinou a volta do painel sobre o impeachment de Fernando Collor à galeria Túnel do Tempo. O corredor de acesso entre o prédio principal do Senado e o Anexo 2 abriga a mostra que conta, em 16 painéis, a história do Senado desde a sua instalação, em 1826, até os dias atuais. O espaço integra o roteiro da visita guiada ao Congresso Nacional.

A nova galeria foi inaugurada na segunda-feira sem o painel sobre o impeachment, ocorrido em 1992. A nota diz que a inclusão do painel ocorreu "diante da repercussão verificada pelo conteúdo da exposição inaugurada ontem no Túnel do Tempo", aponta que Sarney não é "o autor nem o curador da exposição - feita por organismo especializado da Casa" - e que o senador "determinou a inclusão do episódio do impeachment do presidente Fernando Collor na linha de eventos na referida mostra".

Ontem, Sarney havia dito que a ausência do painel era justificável pois o impeachment teria sido "apenas um acidente" e que "não é tão marcante" como outros episódios retratados na mostra. "Não posso censurar os historiadores que foram encarregados de fazer a história. Agora, eu acho que talvez esse episódio seja apenas um acidente e não devia ter acontecido na história do Brasil. Não é tão marcante como foram os fatos que aqui estão contados, que construíram a história, e não os que, de certo modo, não deviam ter acontecido", afirmou.

A Secretaria de Comunicação do Senado, responsável pela confecção dos novos painéis, havia dito ainda que o foco da exposição é mostrar o trabalho do Poder Legislativo, e não os fatos da história brasileira. Fernando Collor voltou à política e hoje é senador de Alagoas pelo PRTB.


AVALIE:
0
0
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

FECHAR
Mato Grosso Notícias © 2018 - Todos os direitos reservados